A volta da “família Doriana”!

A volta da “família Doriana”! por Daniel Aguado

Caso você tenha menos de 30 anos de idade, possivelmente, não terá uma clara referência visual sobre o significado da expressão “família Doriana” e, posso garantir, isso é um ótimo sinal. Afinal, significa que ao longo dos últimos anos, a publicidade brasileira evoluiu e acompanhou todas as transformações da sociedade. Por isso, o PL 504/2020, em discussão na ALESP – Assembléia Legislativa de São Paulo – é um grande retrocesso ao Brasil.

Em linhas gerais, o tal projeto de lei proíbe a veiculação de casais homoafetivos na publicidade, pois no entendimento da ALESP, esse tipo de exibição pública estimulará um desvio de comportamento em nossa sociedade. Para os ilustres deputados do Estado de São Paulo, em plena crise social e econômica gerada pela pandemia, nos parece que eles andam mais preocupados com o intervalo comercial ao invés da terrível realidade tratada nos noticiários.

A publicidade brasileira é bastante regrada por legislação infraconstitucional e diretrizes autorregulamentares, com a atuação de importantes e influentes agentes nesses processos, com destaque ao CONAR e à ABA. Um trabalho ético e responsável que tem assegurado uma relação muito saudável entre anunciantes, veículos de comunicação e consumidores.

Para a ALESP, ignorando completamente a realidade do nosso País, a família da publicidade brasileira é composta por um pai, uma mãe, dois filhos, um cachorro, preferencialmente brancos, cabelos lisos, dentes perfeitos e, todas as manhãs, eles se reúnem em uma linda cozinha ensolarada para desfrutarem de um delicioso desjejum com frutas, pães, bolos, embutidos e uma deliciosa Doriana. É inaceitável permitirmos um retrocesso como esse. Independentemente da sua orientação sexual, crença ou cor; agora, é hora de resistirmos a qualquer tipo de censura e restrição a diversidade de opiniões. Diga não ao PL 504/2020!

Por: Daniel Aguado – Diretor de Marketing do Poliedro Educação

LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/daniel-aguado-1b7b229/

 

Leia outros artigos de Daniel Aguado:

https://marcaspelomundo.com.br/destaques/experimente-a-tv-cultura/

https://marcaspelomundo.com.br/destaques/mudanca-de-habito/

https://marcaspelomundo.com.br/destaques/voltsvagen-e-a-busca-pelo-viral/