Holding The Lotus Yang chega ao mercado

Holding The Lotus Yang chega ao mercado.

Originada a partir de um agência de conteúdo digital fundada em 2009 em Porto Alegre, cujo crescimento demandou a soma de novas capacidades, e buscando assegurar a mesma excelência no gerenciamento e entregas de projetos que levaram à sua expansão, chega ao mercado a Lotus Yang, holding de serviços de marketing fortemente ancorada em metodologias ágeis e expertise em comunicação ESG (environmental, social and governance).

“Sempre fomos reconhecidos pelas boas entregas, pelo fazer, energia de realização denominada Yang na cultura asiática. Isso nos levou a pensar num nome corporativo que refletisse nossa capacidade de criar aliada à nossa busca por fazê-lo”, explica Carol Andreis, líder de cultura e estratégia e co-fundadora da Lotus Yang, ao lado do criativo e produtor Leo Mereu, líder de negócios e narrativas da holding.

Visando ampliar competências para além da medular Babushka, a Lotus Yang procurou parceiros especialistas capazes de atender demandas relacionadas a inbound marketing e performance, e assim chegou à configuração atual da holding/aceleradora, que conta ainda com a Matryoshka (startup de conteúdo digital para pequenas e médias empresas), a Zahg (mídia e performance), a Otimifica (inbound PR, reputação digital e SEO), e a Astrolab (hub de creators e primeira empresa acelerada do grupo), as duas últimas lideradas respectivamente pelas fundadoras Ariane Feijó e Clarissa Wolff.

A nova configuração já resulta num faturamento atual da ordem de R$ 15 milhões, além da estimativa de crescer 80% até o fim de 2021. “A despeito de um período continuamente desafiador, iniciado com o advento da pandemia em 2020, vimos que estávamos muito melhor aparelhados não apenas para enfrentar, como também para crescer em um amplo sentido em face a essa adversidade”, avalia Carol, à frente de uma equipe de 70 colaboradores que, desde os primórdios da operação, em 2009, trabalham 100% de forma remota. “Desenvolvemos inclusive um guia de melhores práticas para o home-office, que sempre usamos no momento de incorporação de um novo talento à casa, e nos serviu de base a uma série de consultorias voluntárias junto a nossos parceiros de negócios”, informa a executiva.

O Lotus Yang Group conta com um sólido portfólio de projetos e clientes, dentre os quais destacam-se, mais recentemente, projetos desenvolvidos para Comgás, Nestlé, Raízen e iFood. Para a companhia de gás, a holding desenvolveu a comunicação sobre ESG para suas redes internas e externas, posicionando a Comgás no âmbito do aprendizado e evolução constantes em sustentabilidade, igualdade de gênero e governança.

Para a marca de alimentos, foi criada a plataforma de conteúdo unbranded Ninhos do Brasil, o 1º projeto de social selling Embaixadores da Nutrição, os conteúdos de divulgação da embalagem sustentável de KitKat e da linha de cápsulas plant-based Nescafé Dolce Gusto, bem como o site institucional que celebra os 100 anos da marca no Brasil e convida, através de jornadas educativas, a audiência a pensar o futuro do meio ambiente. Para a Raízen, o Lotus Yang Group repaginou o canal oficial de sustentabilidade e idealizou campanha sob a mesma temática da corporação. Já para o iFood está sendo desenvolvida a estratégia de construção de patrimônio digital de um novo site de conteúdo, bem como os indicadores de Inbound PR alinhados com os objetivos de negócio da empresa.

“O foco em ESG intrínseco ao nosso DNA seguirá sendo norteador da nossa atuação, pois entendemos que não há como dissociar o marketing às boas práticas de sustentabilidade socioambiental e governança corporativa. E o fato de tantas e tão relevantes marcas nos buscarem para justamente apoiá-los em projetos com essa característica só reafirma que estamos no caminho certo”, finaliza Carol