Liberdade, liberdade!

Microfones - Liberdade, Liberdade! por Daniel Aguado

Recentemente, a juíza Cristina Feijó, da 33ª vara cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, proibiu a Globo de divulgar informações e documentos sigilosos sobre investigação criminosa contra o senador Flávio Bolsonaro, extraídos do escândalo da rachadinha. A decisão da juíza, além de favorecer o senador, ataca um ponto bastante importante para termos uma sociedade cada vez mais justa: a liberdade de imprensa.

E, caso você esteja pensando sobre o porquê em trazer esse tema para o Marcas pelo Mundo, a resposta é simples: após conseguir barrar o trabalho da imprensa, possivelmente, veremos uma forte tentativa para restringir todos os meios de comunicação, o que impactará a publicidade brasileira.

Afinal, são inúmeros os exemplos de campanhas que apresentaram temas sensíveis, críticas implícitas a situação do país ou sátiras sobre políticos e seus costumeiros maus hábitos. Além de vender, a publicidade tem um papel importante de informar e entreter o consumidor. Por isso, quanto mais próxima da realidade do seu país, certamente, mais relevante e eficaz ela será. Se você é um(a) bom(a) profissional de marketing, nunca deveria apoiar qualquer tipo de tentativa de cerceamento do trabalho da imprensa, mesmo que discorde do seu conteúdo. Busque outra fonte!

Outro ponto muito importante é que o Brasil possui um sistema de autorregulamentação publicitária, que sob a liderança do CONAR, estabeleceu padrões bastante sérios à publicidade brasileira, preservando sempre os interesses do consumidor. Um trabalho que serve de exemplo a vários países. Sem atuação dos governos, nossa publicidade é forte, criativa e muito respeitada. No entanto, deslizes podem ocorrer e, nesses casos, o CONAR atua para corrigi-los, a partir do amplo diálogo entre os anunciantes envolvidos, os consumidores e a sociedade em geral, quando necessário. Seguramente, uma atuação colaborativa gera mais benefícios à sociedade versus a simples proibição do acesso às informações.

Caso ainda tem alguma dúvida sobre a importância de uma imprensa livre, recomendo escutar um samba-enredo clássico da Imperatriz Leopoldinense, que em 1989 já dizia em alto e bom som: “liberdade, liberdade! Abra as asas sobre nós e que a voz da igualdade seja sempre a nossa voz”.

Por:

Por: Daniel Aguado – Diretor de Marketing do Poliedro Educação

LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/daniel-aguado-1b7b229/

 

Leia outros artigos de Daniel Aguado:

https://marcaspelomundo.com.br/destaques/a-dificil-missao-de-encantar-o-cliente/

https://marcaspelomundo.com.br/destaques/o-fim-do-trade-marketing/

https://marcaspelomundo.com.br/destaques/voce-esta-preparado-para-ser-cancelado/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *