Jeep Experience: uma aventura pelo Pantanal

Jeep Experience Pantanal

O Pantanal é uma das regiões mais bonitas do Brasil e o Marcas pelo Mundo foi desbravar essas belezas a bordo de um Jeep. Trilhar novos caminhos com muita aventura, liberdade e conforto: assim foi a quinta edição da Jeep Experience 2019! Confira!

Entrevistas com:
– Ricardo Dilser – Gerente de Imprensa e Produto da FCA Latam
– Walquiria Angelica Santos Bitonti – Secretária Municipal de Educação e Cultura – Miranda-MS
– Sean Keuroghlian-Eaton – Biólogo

Primeiro Dia de Expedição:

Ao chegarmos ao aeroporto de Bonito, no Mato Grosso do Sul, fomos recebidos ao som de um berrante.

As principais atrações da cidade são as paisagens naturais, os rios cristalinos e cachoeiras. Embarcamos em um comboio com 17 carros formado por Renegade, Compass e Wrangler. Saímos para descobrir a natureza exuberante, renovar as energias e entrar no espírito Jeep.

Eu embarquei em um Compass 4×4, a diesel, para conhecer a Nascente Azul. Um lugar com uma beleza única. Depois das instruções, seguimos a trilha para conhecer onde nascem as águas cristalinas. Nadei bem pertinho dos peixes e vi várias plantas ornamentais.

No fim do dia, um espetáculo lindo: um por do sol dourado que refletia nas planícies e em nossos grandes companheiros de viagem: os Jeeps.

A noite, fomos degustar comidas típicas da cidade: como um peixe pacu, assado inteiro na brasa, costela e jacaré.

Segundo dia

Acordamos bem cedo e partimos para a Serra da Bodoquena, situada na região sudoeste do Complexo do Pantanal.

Mesmo com aquele frio na barriga, enfrentei o medo e fiz o maior rapel de plataforma do Brasil, com 90 metros de altura. A atração proporciona uma vista incrível do Cânion do Rio Salobra.

Depois, descemos uma escadaria com mais de 800 degraus. Que fôlego! Mas a caminhada valeu a pena, pois chegamos na maior cachoeira do estado do Mato Grosso do Sul, com 156 metros de altura. Uma formação rochosa no meio da queda d´agua lembra uma onça, por isso o local leva o nome de Boca da Onça.

As emoções não pararam por aí. Partimos para Miranda, num trajeto de cerca de 100 quilômetros até chegarmos a aldeia Passarinho. Em uma escola municipal indígena, a Jeep presenteou crianças com kits de material escolar.

Seguimos então para a fazenda Caiman, uma reserva de quase 53 mil hectares. Degustamos um delicioso churrasco e comidas típicas, ouvindo moda de viola.

Terceiro Dia

Inspirados pela natureza, chegamos ao terceiro e último dia da expedição. Acordamos com um café da manhã pantaneiro e fomos para um safari. O ecossistema do Pantanal é muito diversificado e abriga uma grande quantidade de animais.

Obstáculos que pareciam difíceis, um lamaçal intenso, mas o Compass nem percebeu. Com a tração 4×4 ligada no modo Mud, pudemos nos aventurar em novos caminhos.

Pé na estrada para voltar para casa. Através da tecnologia, o carro ajuda você a ter uma direção mais segura. Com o Controle de Cruzeiro Adaptativo você consegue escolher uma velocidade constante e distância para veículos à sua frente, fazendo com que o Compass freie ou acelere de maneira ativa para você!

Liberdade, Autenticidade, Paixão e Aventura, pilares da marca que ficarão na memória depois de visitar lugares incríveis e percorrer quase 600 quilômetros contemplando a natureza.