Brasil conquista 42 prêmios na primeira noite do El Ojo de Iberoamérica

No primeiro dia de premiações da 24ª edição do Festival Internacional El Ojo de Iberoamérica, o Brasil conquistou um total de 36 troféus.

No primeiro dia de premiações da 24ª edição do Festival Internacional El Ojo de Iberoamérica, principal evento criativo das Américas, o Brasil conquistou um total de 36 troféus. A criatividade brasileira ganhou 13 Ouro, 12 Prata e 17 Bronze. Os vencedores foram revelados nesta última terça-feira, dia 23. O Brasil não levou nenhum GP no primeiro dia do festival.

A competição em que o Brasil ganhou mais troféus neste primeiro dia é Sports: 11 prêmios, sendo 3 de Ouro, 2 de Prata e 6 de Bronze. O Gran Ojo (equivalente ao Gran Prix) foi para os Estados Unidos com o trabalho “Iceman to Canton”, da Alma DDB para o anunciante Coors Brewing Co., para o produto Coors Light. Dos prêmios brasileiros em Sports, 8 foram para a agência Africa (3 Ouro, 1 Prata e 4 Bronze. A Wieden+Kennedy São Paulo levou 1 Prata; a TracyLocke Brasil 1 Bronze; e a Wunderman Thompson 1 Bronze.

Seis troféus foram concedidos ao Brasil na competição de Via Pública: 3 Ouro, 2 Prata e 1 Bronze. A Africa ganhou 2 Ouro; a AlmapBBDO levou 1 Ouro e 1 Prata; a Wunderman Thompson 1 Prata; e a VMLY&R 1 Bronze. O GP de Via Pública foi para os Estados Unidos com o trabalho “Boards of Charge”, da FCB Chicago para o anunciante City of Chicago, produzido pela Stoptime Live / Flo Creative & Absolute Production Services.

Nosso país também ganhou seis troféus em Experiência de Marca & Ativação, dos quais cinco foram para a Africa (1 Ouro, 3 Prata e 1 Bronze) e um foi para a Wunderman Thompson (1 Bronze). O Gran Ojo foi conferido para a Espanha, em trabalho feito em conjunto por DAVID Madrid, DAVID Miami e MullenLowe U.S. para o anunciante Burger King, com produção da Landia Espanha e direção de Renderpanic.

O Brasil ganhou três prêmios em Gráfica, sendo 1 Ouro para Africa, 1 Ouro para AlmapBBDO e 1 Prata para McCann Health Brasil. O GP foi para os EUA com o trabalho “Moldy whopper”, assinado em conjunto por DAVID Miami, Ingo Estocolmo e Publicis Bucarest para o anunciante Burger King. A produtora é a Colony, com direção de Markus Ahlm.

Outros três troféus foram conquistados em Produção de Áudio e Som: dois de Ouro para a Sioux & Cyranos, ambos com a Blur Films, e um de Bronze para a WILD FI, com a Wanaclap, a OzzoFilms e a Amuletto. Três troféus de Bronze foram conferidos à criatividade brasileira no El Ojo 2021: um para a Africa, um para a AlmapBBDO e um para a Lola MullenLowe. Não houve ganhador de GP nessa competição. Produção Gráfica teve Josefina Casellas, da R/GA Buenos Aires, como presidente de júri, e os brasileiros Luis Bartolomei (CBA B+G), Eduardo Basque (McCANN Health) e Ricardo Miller (Oliver / U-Studio0).

Apenas dois trabalhos brasileiros foram premiados em Rádio. A AlmapBBDO ganhou um Ouro e a Africa levou um troféu de Prata. O GP foi conferido para a Espanha, com o trabalho “Confusing times”, da David Madri para Burger King, com produção assinada por MJZ/Labhouse.

Dois diretores brasileiros foram premiados na competição Jovens Realizadores (ou Jovens Diretores de Cena). Breno Moreira, da Apuri, ganhou troféu de Prata; e Vira-Lata, da The Youth, levou troféu de Bronze. Seis trabalhos de cinco agências ganharam troféus em Melhor Ideia Local – Brasil. A Africa ganhou um Ouro e um Prata; A Wieden+Kennedy São Paulo levou um El Ojo de Prata; a AlmapBBDO, a GUT e a WMcCann levaram 1 Bronze cada.

Leia mais notícias:

https://marcaspelomundo.com.br/veiculos/mercado/el-ojo-anuncia-finalistas-de-mais-quatro-categorias/

https://marcaspelomundo.com.br/