Diversidade na propaganda: existe muito preconceito enraizado. Entrevista com Jeferson Martins

Elisangela Peres conversou com Jeferson Guimarães Martins, Diretor de Relações Públicas e Diversidade da agência Y&R Brasil.

Elisangela Peres conversou com Jeferson Guimarães Martins, Diretor de Relações Públicas e Diversidade da agência Y&R Brasil.

No bate-papo, Jef comentou sobre a diversidade nas agências e na propaganda, sobre o coletivo LGBTQIA+, preconceito, programas voltados para negros e muito mais!

Jeferson Martins estudou jornalismo e produção multimídia e fez especialização em Marcas & Representatividade pela ESPM-Rio e em Diversidade nas Organizações pela PUC-SP. Com dez anos de carreira na comunicação, atuou nas áreas de cinema, moda, entretenimento, cultura, arte, branding e publicidade.

Tem premiações nos festivais Cannes Lions, El Ojo de Iberoamérica, If Awards, Red Dot Awards, One Show e LIA. Foi listado em 2018 e 2019 como um dos 25 jovens brasileiros a lutar por mudanças na indústria de comunicação pelo Papel & Caneta.

Assista:

 

“As agências deveriam representar, em seus trabalhos e na propaganda, os consumidores”.

“O perfil do profissional de propaganda sempre foi mais elitista, homem branco e de classe média”.

“Os consumidores começaram a ter poder na narrativa”.

“O maior desafio é trazer gente diferente, com outros repertórios, com outras vivências, para os discursos serem verdadeiros”.

“O maior desafio do LGBTQIA+ é o sentimento de estar sozinho no ambiente corporativo”.

“O mercado ainda não percebeu que tem que evoluir”.

“Hoje o mundo está chato. O grande questionamento é: chato para quem?”

“As histórias que são contadas nas empresas são sempre do ponto de vista de quem não é negro, de quem não sofre com a falta de cidadania”.

“Quando você faz um programa específico para pessoas negras, você não está sendo preconceituoso com os brancos”.

 

Leia outras notícias:

https://marcaspelomundo.com.br/agencias/vmlyr-conquista-as-contas-digitais-de-outback-e-abbraccio/