Africa reformula área de Mídia, Performance & BI com liderança feminina

A Africa anuncia nova estrutura em Mídia, Performance & BI, departamento comandado por Aga Porada, VP de Mídia, Dados e Performance.

A Africa anuncia nova estrutura em Mídia, Performance & BI, departamento comandado por Aga Porada, VP de Mídia, Dados e Performance. As mudanças fazem parte do plano de atualização da área, que visa torná-la constantemente apta aos contínuos movimentos do mercado, além de proporcionar um melhor diálogo com os demais departamentos da agência.

A agência passa a diferenciar três pilares que, interligados, compõem o departamento. São eles: Client Facing, Intelligence e Madagascar. “Quando cheguei à Africa, cheguei com a missão de redesenhar o departamento de Mídia da agência. Como profissionais, precisamos pensar diferente, sem olhar para caixinhas separadas, mas de forma integrada. Precisamos nos colocar no lugar dos consumidores. Se eles não distinguem o offline do digital, nós também não podemos fazer isso. Este é o pensamento que permeia todo o departamento. As novas divisões em núcleos não estão aqui para separar, mas sim integrar e viabilizar melhor o fluxo de trabalho”, finaliza Aga Porada.

Em Client Facing, núcleo dedicado à interface com os clientes da agência cujo principal objetivo é a geração de negócios, os times trabalham em conjunto com o planejamento e a criação das respectivas contas, com um escopo de disciplinas que vão de comms planning e planejamento de mídia à análise de resultado de campanhas e projetos, essa última realizada por profissionais de BI também dedicados às contas e que contam com a ajuda direta dos especialistas responsáveis pela manutenção do Data Lake da agência, o Lake Victoria.

Na prática, a nova estrutura permite aos profissionais do núcleo uma postura mais proativa frente aos clientes com a proposição de novos negócios, e fica dividida em dois subgrupos de clientes, cada um liderado pelas Diretoras Gerais de Mídia Luciana Prado e Heloisa Lima.

Além do subgrupo de Client Facing, Heloisa Lima também assume a frente de Intelligence. Sem clientes específicos, os profissionais do núcleo trabalham para a agência como um todo e em atuação conjunta ao time de tecnologia. Com papel extremamente estratégico, seu objetivo é garantir a melhor arquitetura de mensuração além do uso das ferramentas certas de medição. O núcleo também é responsável por traduzir objetivos de negócios para KPIs mensuráveis das campanhas.

Assim como em Intelligence, a Madagascar também atua de forma transversal com a missão de centralizar e potencializar a gestão, análise de dados e performance de mídia, ao mesmo tempo que é ponto de referência de conhecimento em AdTech, dando suporte, capacitando e inspirando toda a agência. Ela também é aliada ao time criativo em termos de sugestões de novos canais, veículos e formatos de mídia.

A liderança do núcleo fica a cargo de Danielle Laterza, profissional com mais de 11 anos de experiência em operação de ferramentas ad tech e recém-chegada da Globo, onde ocupava o cargo de Gerente de Performance. Sua equipe é composta por especialistas de todas as ferramentas de compras que passam a ser os porta-vozes de todos os veículos de comunicação, desde os mais tradicionais até os mais atuais. A estrutura é norteada por um mindset híbrido, com a divisão de profissionais especialistas por disciplinas, e não canais de compra, como a de vídeo, que engloba tanto TV quanto online, e mídia gráfica, que trabalha tanto mídia impressa e OOH como mídia gráfica digital, entre outras.

Juntos, os três núcleos compõem o novo departamento de Mídia, Performance & BI da Africa, que tem como premissa a atualização constante das novas formas de se olhar para o consumidor, levando em consideração o dinamismo do mercado e da própria sociedade.

Leia mais notícias:

https://marcaspelomundo.com.br/anunciantes/anima-educacao-da-continuidade-a-sua-campanha-ao-som-de-hit-africano/

https://marcaspelomundo.com.br/