MarcasPeloMundo_branco

Tendências para o Marketing Digital em 2024: IA, dados, vídeo e CTV, por Dora de Oliveira

Confira o texto "Tendências para o Marketing Digital em 2024: IA, dados, vídeo e CTV", por Dora de Oliveira.

A inteligência artificial generativa foi o grande destaque no ano que passou, gerando debates sobre sua utilização e revolucionando o mundo da tecnologia. E continuará a ser uma grande tendência em 2024, com um aumento na personalização e automação de marketing. Empresas como a Nielsen preveem que, com sua capacidade de analisar grandes volumes de dados, será usada para criar experiências ainda mais personalizadas para os consumidores.

Acompanhando a opinião dos especialistas sobre as tendências de marketing digital, data & analytics para o ano, com base em Gartner, eMarketer e Insider Intelligence, destaco aqui o que considero mais relevante e impactante. Sem sombra de dúvidas, a IA figura na lista e há outros pontos que merecem a atenção dos profissionais de publicidade, dados e martech.

Inteligência Artificial mais inteligente, rápida e responsável

Para o Gartner, a IA continuará sendo uma das principais forças motrizes da transformação digital, mas também exigirá mais transparência, ética e governança. As organizações terão que adotar práticas de IA responsável, que garantam o uso justo, seguro e confiável dos dados e dos algoritmos. Além disso, a IA se tornará mais ágil e adaptável, capaz de aprender com menos dados, de se auto-otimizar e de gerar insights mais precisos e personalizados.

X Analytics

Isso mesmo. O termo X Analytics se refere à aplicação de técnicas avançadas de análise a qualquer tipo de dado, seja ele estruturado ou não, como texto, imagem, vídeo, áudio, voz, sensores etc. Esses dados, que muitas vezes são ignorados ou subutilizados, podem revelar insights valiosos sobre o comportamento, as preferências e as necessidades dos clientes, dos funcionários e dos stakeholders.

Inteligência de Decisão

A inteligência de decisão é a capacidade de usar dados e análises para orientar e automatizar as decisões de negócio, de forma a maximizar os resultados e minimizar os riscos. As organizações que adotarem essa abordagem terão uma vantagem competitiva, pois poderão tomar decisões mais rápidas, inteligentes e alinhadas aos seus objetivos estratégicos.

Gerenciamento de dados aprimorado

Com o aumento da quantidade, da variedade e da velocidade dos dados, as organizações terão que investir mais em soluções de gerenciamento de dados, que permitam integrar, limpar, enriquecer, catalogar, proteger e governar os dados de forma eficiente e escalável.

Mundos de Data & Analytics colidem

As fronteiras entre os diferentes domínios e disciplinas de Data & Analytics se tornarão cada vez mais difusas, exigindo uma maior colaboração e integração entre eles. Por exemplo, a análise de dados se fundirá com a ciência de dados, a engenharia de dados, a arquitetura de dados, a governança de dados, a inteligência de negócios, o aprendizado de máquina etc.

Vídeos

Em 2024, espera-se que o uso de vídeos em plataformas de mídia social e sites continue a crescer. De acordo com o eMarketer, o vídeo continua a ser uma das formas mais eficazes de marketing digital por várias razões, como alcance e engajamento, já que o conteúdo de vídeo tende a ser mais envolvente do que outros tipos de conteúdo digital, levando a taxas de clique mais altas e maior tempo de visualização.

Apesar dos custos potencialmente mais altos de produção, o vídeo muitas vezes oferece um forte ROI, graças à sua capacidade de converter efetivamente os espectadores em clientes. As tecnologias de vídeo proporcionam alto grau de personalização e segmentação, permitindo que as marcas atinjam seu público-alvo com mensagens precisas.

Connected TV (CTV)

A televisão conectada (CTV) está se tornando uma plataforma cada vez mais popular para a publicidade digital. Segundo a Insider Intelligence, espera-se que a publicidade CTV continue num rápido crescimento. A CTV refere-se a qualquer TV que possa ser conectada à internet para acessar conteúdo além do que é disponibilizado pela operadora de TV a cabo. Isso inclui desde Smart TVs a consoles de videogame.

As marcas podem usar a CTV para veicular anúncios digitais em um formato de tela grande, alcançando os espectadores enquanto eles assistem a seus programas favoritos. Os anúncios podem ser segmentados com base em dados demográficos, comportamentais e de localização, permitindo uma publicidade mais personalizada e eficaz.

Os principais benefícios incluem alcance, segmentação e mensurabilidade. No Brasil, várias plataformas oferecem oportunidades de publicidade CTV, como Globoplay, Samsung Ads, YouTube, Netflix, Amazon Prime Video e muitas outras.

Por fim, as empresas devem (ou pelo menos deveriam) apostar em dados para transformar a organização e análise dessas informações em geração de mais receitas. O mercado vai percebendo a importância dos dados nessa história toda, vitais para a corrida da IA.

Por Dora de Oliveira,
Diretora de martech e data analytics da i-Cherry

Leia mais notícias:

https://marcaspelomundo.com.br/opiniao/fair-creators-economy-o-futuro-da-colaboracao-entre-marcas-e-influenciadores-por-gabriel-moraes/

https://marcaspelomundo.com.br/