O marketing brasileiro é novo favorito no mercado exterior, por Victor Hyago

Artigo "O marketing brasileiro é novo favorito no mercado exterior ", de Victor Hyago

Desde 2008, o mercado de marketing já apresentava um crescimento no número de profissionais brasileiros com carreira internacional, trabalhando em grandes multinacionais. Porém, agências totalmente brasileiras criando projetos para empresas do exterior, apesar de ainda incomuns, já são um fenômeno em ascensão. Mesmo pequenas empresas estão abrindo com clientes internacionais e aquele mercado que era restrito a grandes diretores de arte agora cede espaço ao marketing brasileiro.

Porém, neste processo de inserção, há caminhos que as agências nacionais seguem para serem bem-vistas lá fora e saírem na frente em disputas pelo atendimento de empresas. Alguns deles passam pela honestidade na precificação e pela alta especialização oferecida pelas equipes brasileiras. O câmbio atual do real em relação ao dólar permite ao Brasil possibilidades interessantes de cotações dos serviços e de pagamentos aos funcionários, sem que seja necessário repassar valores altos ao cliente ou comprometer a saúde financeira da agência.

Aprendi que, com uma equipe modular, é possível cobrar menos pelos mesmos resultados. Mas claro, isso passa por ser leal e não arrancar do cliente um orçamento para serviços que não serão utilizados. Na prática, diminui-se a carga horária de trabalhadores que ficariam sem fazer nada e, assim, é possível evitar gastos exorbitantes.

É importante entender também como funciona o mercado internacional. Agências norte-americanas, espanholas e peruanas, por exemplo, costumam pagar semanalmente seus funcionários e, por isso, há o costume de se cobrar pelos projetos à vista. Já uma agência brasileira pode oferecer a opção do parcelamento, o que possibilita criar uma relação de confiança com o cliente. Um projeto de US$ 5 mil passa a ser muito mais viável dividido em cinco vezes.

Equipes estrangeiras acabam afugentando clientes cobrando à vista por temerem eventuais problemas no andamento dos projetos. Mas é com este recurso que empresas nacionais conquistam assinaturas de contratos e criam uma recorrência para si.

Outro fator que leva agências nacionais a ganharem a confiança de empresas internacionais é o fato de que existe um conhecimento técnico e inovador muito grande no marketing brasileiro. Nossos profissionais são extremamente criativos e o que falta para expandirmos ao mundo nosso trabalho é, justamente, entrar de cabeça nesse mercado.

Uma boa sacada é o uso de correspondentes locais para apresentar nossas agências a clientes no exterior. Para expandir os negócios é preciso procurar portas de entrada em outros países por meio de contatos que atuem nesses territórios. Quem atua na área precisa buscar parcerias com profissionais de vendas estrangeiros.

Hoje você não precisa ter um escritório em outro país para ter um representante comercial lá, a internet mudou essas relações comerciais. Além disso, a própria questão cambial oferece às agências brasileiras a opção de propor comissões mais agressivas a novos representantes internacionais. Essa união de fatores é a prova de que o momento é bom para o marketing feito aqui.

Por Victor Hyago é CEO e sócio da agência de marketing Becka Advertising, empresa brasileira com atuação em mais de 4 países.

https://www.linkedin.com/in/victorhyago13/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *