Startup Weekend promove encontro com foco em palestrantes e público composto por mulheres

O Startup Weekend, organização global sem fins lucrativos de líderes e empreendedores realiza o "Startup Weekend Women".

O Startup Weekend, organização global sem fins lucrativos de líderes e empreendedores realiza entre os dias 29 de abril e 1 de maio, o “Startup Weekend Women”, edição especial com cerca de 75% das participantes e mentoras mulheres. O objetivo do evento é fomentar a participação feminina no ecossistema de startups e tecnologia no Brasil. O Startup Weekend Women acontecerá no formato híbrido – presencial, na sede da Oli, em Moema, e também via transmissão digital.

Contando com uma série de atividades e conteúdos que vão ensinar as participantes a criarem uma startup, o encontro irá proporcionar recursos a pessoas e mentoras que ajudarão na definição dos próximos passos para empreender. O evento também proporciona uma ampla rede de conexões para networking, troca de ideias e experiências.

Dentro do cronograma de três dias, as participantes devem apresentar suas ideias, validarem o problema, além de criarem um MVP (mínimo produto viável) e, na última etapa, apresentarão o pitch que será avaliado pela banca de mentoras.  “O mercado de startups é majoritariamente masculino e, por isso, o nosso propósito é incentivar mulheres de todas raças, etnias, faixas etárias e orientações sexuais, para criarmos juntas espaços plurais com diferentes culturas e mais representatividade”, afirma Ivy Cristiny, organizadora e mentora do Startup Weekend.

Para promover mais diversidade e inclusão no mercado brasileiro de startups, o Startup Weekend Women também firmou parceria com três organizações: a Bicha da Justiça, primeira startup do Brasil voltada à luta pelos direitos da comunidade LGBTQIAPN+; a UX para Minas Pretas – edtech que busca potencializar a atuação pessoal e profissional de mulheres pretas – e a Abalô LGBT, que tem como objetivo empoderar social e economicamente a comunidade LGBTQIAPN+. As três organizações participarão do evento por meio de disponibilização gratuita de ingressos para as suas clientes, alunas e seguidores. “A Oli tem em seu board de sócios duas mulheres, mas infelizmente esse cenário ainda é uma exceção no nosso país. Apoiar essa iniciativa nos coloca como protagonistas para mudar essa situação”, explica Ludmila Tavares, co-founder e Head de Marketing e Vendas da Oli, empresa que sediará o evento.

Leia mais notícias:

https://marcaspelomundo.com.br/