Janssen instala boneca gigante no largo da batata em alerta sobre a artrite reumatoide

A Janssen, para fomentar o conhecimento sobre os sintomas da artrite reumatoide, instalou uma boneca articulada gigante no Largo da Batata.

O Instituto Ipsos, a pedido da Janssen, empresa farmacêutica da Johnson & Johnson, levantou algumas conclusões sobre a artrite reumatoide (AR), através de um levantamento realizado com um grupo de pacientes. A doença,de natureza autoimune, crônica e progressiva, pode impor uma jornada desafiadora aos pacientes brasileiros até que seja corretamente diagnosticada, em alguns casos até levar anos, impactando fortemente a qualidade de vida do paciente e de sua família.

Para chamar a atenção da população para esse assunto tão relevante, e fomentar o conhecimento sobre os sintomas da AR, desmistificando o papel do reumatologista perante a sociedade, uma boneca articulada, em versão gigante, irá tomar conta do Largo da Batata até o dia 3 de novembro. Com suas articulações 100% flexíveis, a escultura vai chamar a atenção da população para a saúde articular, com foco no diagnóstico precoce da artrite reumatoide.

A ação faz parte da campanha “Viver é MovimentAR – Não deixe a Artrite Reumatoide parar Você”, que reúne esforços não apenas da Janssen, mas também da comunidade médica e de associações de pacientes, como o Grupo de Apoio aos Pacientes Reumáticos do Ceará (Garce), o Grupo de Pacientes Artríticos de Porto Alegre (Grupal), Grupo de Pacientes Artríticos do Rio de Janeiro, Petrópolis (Gruparj) e a Biored Brasil, projeto que reúne diferentes entidades de pacientes.

“Em geral, existe um desconhecimento sobre os sintomas da artrite reumatoide. É importante saber reconhecer os sinais de possíveis alterações nas articulações e ter em mente que o reumatologista é o profissional mais indicado para investigar esse quadro, iniciando o tratamento o quanto antes”, afirma o médico Dawton Torigoe, doutor em reumatologia pela Universidade de São Paulo (USP).

Com o objetivo de entender profundamente os desafios dos pacientes, o levantamento realizado pelo Instituto Ipsos ouviu ao todo 144 pessoas com diferentes doenças autoimunes, em escutas on-line de 30 minutos que ocorreram entre o final de 2020 e o início de 2021. A maioria (54%) do total de entrevistados com AR relatou uma peregrinação por quatro ou mais médicos até que a doença fosse corretamente identificada. “Nossa, até eu passar com essa reumato, eu passei por quatro ortopedistas e um neurologista”, comentou um dos entrevistados. Mais de um a cada cinco pacientes (21%) não foi diagnosticado por um reumatologista.

Leia mais notícias:

https://marcaspelomundo.com.br/anunciantes/johnson-johnson-lanca-novo-sempre-livre-com-50-menos-plastico/

https://marcaspelomundo.com.br/